Tenho Endometriose no intestino: o que devo fazer?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Tenho Endometriose no intestino: o que devo fazer?

“O tratamento cirúrgico por videolaparoscopia com a remoção completa da doença intestinal e preservação dos órgãos genitais é sempre a nossa preferência”

Prof. Paulo Ayroza Ribeiro

Em primeiro lugar é não se apavorar!

O próximo passo a ser dado diante da suspeita de endometriose profunda com comprometimento intestinal é estabelecer um diagnóstico preciso e completo. 

Recomendamos associar alguns métodos de diagnóstico por imagem que permitirão mapear toda a pélvis feminina e definir com precisão a extensão, a profundidade e a porcentagem da circunferência intestinal comprometida.

A ultrassonografia intestinal com preparo intestinal, a ecoendoscopia baixa e a ressonância magnética são os métodos mais eficazes para este fim.

Depois disto recomendamos uma consulta com um especialista em endometriose para definir o melhor tratamento a ser instituído: medicamentoso ou cirúrgico.

A endometriose intestinal deve ser sempre tratada!

Sabemos que o tratamento medicamentoso com hormônios não é capaz de “destruir” a doença, mas é eficaz no controle da dor causada pela endometriose em muitas situações. 

O tratamento cirúrgico por videolaparoscopia com a remoção completa da doença intestinal e dos órgãos genitais é sempre a nossa preferência pois é altamente eficaz no controle da dor, promove a melhora significativa na qualidade de vida das mulheres e está associado a baixo índices de complicações em nossa experiência.