Relacionamentos e Intimidade com Endometriose

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Relacionamentos e Intimidade com Endometriose

Neste artigo iremos abordar a temática dos relacionamentos e intimidade com endometriose. Quais os desafios que as mulheres que sofrem com a doença podem enfrentar nesses aspectos da vida. Confira.


Um dos sintomas mais comuns que as mulheres com endometriose relatam experimentar é a dor durante o sexo. Essa dor também é chamada de dispareunia. A experiência de cada mulher com dispareunia pode ser diferente. 

Para algumas pacientes, a dor que sentem pode ser durante a penetração, enquanto para outras pode ser uma dor que ocorre mais profundamente na pelve. A gravidade e as características da dor de uma mulher durante o sexo também podem variar muito.

Existem várias razões pelas quais uma pessoa com endometriose pode sentir dor durante o sexo. Em alguns casos, pode ser o tecido da lesão da endometriose que se estende dentro da pelve, especialmente perto da parte inferior do útero ou atrás da vagina. Outro motivo potencial pode ser devido à secura vaginal que ocorre como resultado de opções comuns de tratamento para endometriose, como histerectomia ou medicamentos que alteram os hormônios. 

Além disso, a libido da mulher (também conhecida como impulso sexual) pode ser afetada. Por exemplo, uma mulher que constantemente sente dor durante o sexo pode começar a perder o desejo de continuar tentando ter relações sexuais. 

A dor de uma mulher durante o sexo pode ser resultado de uma ou de todas essas causas potenciais, ou pode estar relacionada a algo diferente. Se você estiver sentindo dor durante o sexo, é importante conversar com seu médico para determinar se a dor é causada por sua endometriose ou outra condição subjacente.

Como falar com seu parceiro

Embora possa ser difícil, falar sobre suas experiências sexuais com seu parceiro é a chave para manter um relacionamento saudável em todos os aspectos da vida. Esconder sua dor e desconforto de seu parceiro pode fazer com que você recue ou perca o interesse, o que seu parceiro pode perceber como algo que ele fez de errado.

Um parceiro gentil e compassivo entenderá o que você está passando e desejará trabalhar com você para descobrir o que é melhor para vocês dois. Se seu parceiro estiver confuso ou precisar de mais informações sobre o que você está passando e como melhor apoiá-la, pode ser uma boa ideia levá-lo a uma reunião do grupo de apoio com você ou a uma consulta de saúde com seu médico. Essas ações podem tornar seu diagnóstico e sintomas mais concretos para seu parceiro e dar-lhe um espaço para fazer perguntas e aprender mais.

As conversas com seu parceiro sobre sua vida íntima podem acontecer fora de seus encontros sexuais ou durante eles. Deixar seu parceiro saber o que é bom, o que dói e o que você precisa durante o sexo pode manter as linhas de comunicação abertas quando você mais precisa. Ser aberta com seu parceiro também pode incentivá-lo a compartilhar o que está sentindo e o que precisa de você.

Reduzindo a dor na Intimidade com Endometriose

Embora muitas mulheres com endometriose sintam dor durante o sexo, o sexo nem sempre é impossível. Aprender o que seu corpo precisa e experimentar coisas novas pode ajudar a diminuir a dor e aumentar seu desejo de continuar tentando fazer sexo com seu parceiro. Ideias específicas que podem reduzir a dor incluem, mas não estão limitadas às seguintes:

  • Rastreie seu ciclo: tente rastrear seu ciclo menstrual e fazer sexo em diferentes pontos ao longo dele para ver se um período específico é menos doloroso para você. Algumas mulheres sentem mais dor ao tentar fazer sexo um pouco antes ou durante a menstruação. Outras podem relatar melhores resultados de dor ao fazer sexo no início do ciclo. A relação de cada paciente com seus níveis de dor e seu ciclo pode ser diferente.
  • Mudar de posição: Algumas posições podem causar mais dor do que outras. Posições experimentais, que permitem à mulher controlar a profundidade da penetração e a velocidade, podem reduzir a dor e melhorar o conforto.
  • Praticar outras atividades sexuais: Participar de outras atividades sexuais como sexo oral, massagem ou uso de brinquedos sexuais, entre outras opções, pode proporcionar a você e a seu parceiro a intimidade que deseja, sem dor.
  • Aumente o tempo das preliminares: quanto mais você e seu parceiro se engajarem nas preliminares, mais lubrificação natural será criada. Este lubrificante natural pode ajudar a tornar o sexo mais fácil e menos doloroso.
  • Use lubrificante: mesmo com um tempo maior de preliminares, um lubrificante adicional pode ser útil.
  • Experimente analgésicos: utilizar opções de alívio da dor, como calor, banhos quentes ou analgésicos de venda livre antes do sexo, pode ajudar a aliviar a dor. É importante consultar seu médico antes de usar analgésicos regularmente ou se estiver usando outros medicamentos.