Mioma Uterino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Mioma Uterino

O que são:

Miomas são tumores benignos que se encontram no interior do útero, geralmente nas mulheres em idade fértil. Felizmente, não estão relacionados com maiores chances de desenvolvimento de câncer uterino. Eles recebem esse nome pois surgem do tecido muscular liso do útero, o miométrio. Apenas uma célula em divisão descontrolada é o suficiente para que sejam criados tais nódulos.

Os fibromas não seguem padrões de crescimento previsíveis, aumentam ou minguam em distintas velocidades e, inclusive, podem manter o mesmo tamanho. Miomas que aparecem durante a gestação, na maioria dos casos diminuem ou simplesmente desaparecem após o trabalho de parto.

Causas e fatores de risco:

As questões genéticas e hormonais são os principais gatilhos dos miomas. Mulheres da mesma família têm mais chances de desenvolverem miomas caso alguma parente próxima tenha apresentado esse quadro. Quanto aos hormônios, a questão gira em torno da progesterona e do estrógeno. Responsáveis pelo crescimento do endométrio para preparar o útero para uma possível gravidez, se estiverem em desequilíbrio podem causar os fibroides (outro nome utilizado para os miomas).

Importante lembrar que mulheres negras apresentam mais chances de terem miomas maiores e em maior quantidade e, geralmente, são acometidas mais cedo pela doença.

Outros fatores podem favorecer o surgimento de miomas como: início precoce de menstruação, dieta com bastante consumo de carne vermelha e pouca ingestão de frutas e verduras, além do consumo de bebidas alcoólicas.

Sintomas:

Alguns casos de miomas não apresentam nenhum indício sintomático e apenas são descobertos em exames ginecológicos de rotina. Contudo, quando os fibromas causam sintomas, estes costumam ser:

  • Micção frequente
  • Períodos menstruais prolongados por mais de sete dias
  • Maior fluxo de sangramento menstrual.
  • Dor ou pressão na região pélvica
  • Sangramentos mensais inesperados, em alguns casos com coagulação.
  • Prisão de ventre
  • Dificuldade em esvaziar a bexiga
  • Dor durante as relações sexuais

Tratamento:

Os miomas podem ser tratados de diferentes maneiras, dependendo das características de cada quadro. Pode ser que em casos assintomáticos apenas o acompanhamento médico seja o suficiente para monitorar o desenvolvimento das lesões.

Em outras situações podem ser necessárias intervenções que o especialista poderá indicar:

  • Dispositivo Intrauterino
  • Contraceptivos
  • Suplementação vitamínica para repor nutrientes perdidos no sangramento
  • Tratamentos hormonais.

Há casos que procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos resolvem a questão:

  • Miólise
  • Miomectomia histeroscópica
  • Ablação endometrial e ressecção dos miomas

Em quadros extremos podem ser indicados os tratamentos cirúrgicos convencionais como a miomectomia abdominal e a histerectomia.

É evidente que o acompanhamento médico responsável é fator primordial para o diagnóstico e tratamento seguro. Portanto, não deixe de realizar os exames de rotina e, sempre que sentir alguma alteração no funcionamento normal do organismo, procure um médico.

Agende sua consulta conosco. A Clínica Ayroza Ribeiro está aqui para ajudá-la a cuidar da saúde e melhorar sua qualidade de vida.