Como se exercitar com endometriose?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Como se exercitar com endometriose?

Exercitar com endometriose é um grande desafio. Neste artigo iremos apresentar algumas orientações e dicas sobre o assunto. Vale a leitura.

Nossa sociedade é obcecada com dietas e exercícios, deixando desconfortáveis até as pessoas que estão levemente acima do peso. 

Felizmente, parte disso está mudando à medida que o movimento de positividade do corpo está tentando se firmar. Por outro lado, para aquelas de nós que têm dificuldades para se exercitar, essa cultura do corpo perfeito pode nos fazer sentir mal.

Sejamos sinceras: mulheres que lutam diariamente com a dor e a fadiga causadas pela endometriose deveriam se sentir mal por não conseguirem se exercitar com a frequência desejada?

Muitas vezes as pessoas dizem: “pratique ioga, pelo menos”. Mas, o que elas não sabem é que inclusive o ioga pode ser bastante incômodo também.

Então, como mulheres podem se exercitar apesar da endometriose?

Seja gentil consigo mesma

O organismo com endometriose enfrenta muitos desafios. A dor não é imaginária, pelo contrário, ela é a resposta do corpo à invasão das células endometriais que se alojam fora do útero. 

Haverá dias, semanas, ou até mesmo meses em que se exercitar será simplesmente impossível. E está tudo bem. O mais importante é você ser gentil consigo mesma.

Não há motivos para você se esforçar ao máximo para depois ficar estagnada durante semanas por causa da fadiga.

Exercite-se somente quando puder

Ouça seu corpo e somente faça exercícios quando estiver sentindo-se bem. Quando se tem uma doença crônica, não se pode esperar do corpo o mesmo rendimento que um organismo saudável teria.

Portanto, somente realize atividades físicas quando tiver energia suficiente e perceber que seu corpo irá aguentar.

Treinos menores e frequentes. Esse é o caminho.

Caso a fadiga seja um dos sintomas da endometriose que se manifestam em você, é melhor realizar treinos menores, ao invés de exercícios longos e extenuantes.

Sair para uma simples caminhada e realizar alguns exercícios de alongamento já será benéfico. Alongar permite que você permaneça flexível sem estressar seu corpo demasiadamente.

Exercitar com endometriose: descanse e beba bastante água

Todo treino cobrará do seu corpo, não importa quão suave seja. Especialmente por estar lidando com a endometriose, é muito importante descansar bem depois dos exercícios e beber muita água.

Não importa que o treino tenha sido curto e leve, você precisa cuidar da recuperação do seu organismo. Caso perceba um cansaço intenso no dia seguinte ao treino, lembre-se de diminuir a intensidade na próxima vez que você se exercitar.

Não se culpe por não se exercitar com endometriose

Não há vergonha nenhuma em deixar de ir à academia. Você não precisa correr 5 quilômetros e fazer aula de ioga três vezes por semana.

Não se culpe caso não consiga realizar nenhuma atividade física por várias semanas consecutivas. Como já dissemos anteriormente, escute os sinais do seu corpo e sinta-se orgulhosa com as pequenas conquistas. 

Você não é preguiçosa por conseguir realizar apenas alguns alongamentos suaves pela manhã. A endometriose e seus sintomas exigem muito, portanto não se preocupe tanto com a rotina de exercícios.