Construa uma rede de apoio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Construa uma rede de apoio

Não é segredo que ter endometriose é uma condição que pode fazer com que muitas pacientes sintam-se isoladas, portanto é muito importante construir uma rede apoio. Nesse artigo, iremos explicar como, confira. 

Entre o início dos sintomas da endometriose e a definição do diagnóstico, transcorre, em média, sete anos. Durante todo esse tempo, as mulheres acometidas pela doença sofrem com dores, inchaços, fadiga e uma variedade de outros sintomas, sozinhas e sem o apoio devido em grande parte dos casos.

Então, algumas vezes, pode ser que as pacientes não sintam-se apenas isoladas, mas também podem acabar desenvolvendo transtornos de humor, como ansiedade e depressão.

Infelizmente, é bastante comum que mulheres com endometriose tenham sua dor desvalorizada ou diminuída por amigos, parceiros, familiares e, inclusive, médicos.

O custo dessas ações podem ser devastadoras, pois afasta a possibilidade de diagnósticos precoces e diminui sobremaneira a qualidade de vida das pacientes.

Abordagem multidisciplinar e rede de apoio

Encontrar profissionais especializados que possam te guiar no sentido de uma vida mais saudável é um excelente primeiro passo.

Nutricionistas são ótimos aliados na batalha contra a endometriose, pois com o auxílio de seus conhecimentos é possível elaborar uma dieta focada especificamente em combater os sintomas da endometriose e, em alguns casos, lançar mão de suplementos capazes de melhorar a digestão e diminuir a inflamação característica da doença.

O acompanhamento psicológico, por sua vez, é muito importante para tratar os aspectos emocionais relacionados à endometriose, portanto encontre o profissional ideal para você e cuide da sua saúde mental.

É recomendado, também, buscar fisioterapeutas especializados em saúde feminina, para tratar distúrbios musculoesqueléticos decorrentes da endometriose e melhorar a sensibilidade e resistência da região pélvica. 

Dessa forma, é possível que o sistema nervoso dê uma trégua nas dores crônicas que as pacientes, infelizmente, estão acostumadas.

Rede de apoio em construção

Aproveite os recursos da modernidade e utilize as redes sociais para se conectar com outras mulheres que compreendem perfeitamente do que se trata a endometriose.

É muito reconfortante saber que não se está sozinha e poder compartilhar vivências, dúvidas e informações sobre saúde feminina.

Aprendizado mútuo

Uma rede de apoio bem estruturada permite que as endo-guerreiras se ajudem mutuamente a viver de forma mais saudável e feliz. Quando você tem uma doença crônica como a endometriose, construir sua rede de apoio pode torná-la mais forte e sábia, afinal, todas aprendemos umas com as outras.