4 Dúvidas Resolvidas Sobre Teleconsulta

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
4 Dúvidas Resolvidas Sobre Teleconsulta

A telemedicina e a teleconsulta possibilitam o atendimento de pacientes impedidos pelas circunstâncias de irem a uma consulta presencial. Para esses casos, profissionais da saúde contam com a evolução das tecnologias da comunicação, especialmente da internet e informática.

Tal modelo de avaliação clínica possui vantagens significativas, todavia também existem algumas restrições envolvidas. Logo, é essencial saber como a teleconsulta funciona, se ela atende todos os quadros clínicos e como é possível ter acesso a esse tipo de serviço.

Caso você queira entender melhor como funciona a teleconsulta, esse conteúdo é uma ótima oportunidade.

1 – O que é teleconsulta?

A teleconsulta consiste em um método de atendimento clínico realizado com ferramentas virtuais. Na maioria das vezes, são utilizadas plataformas e softwares de empresas especializadas em videochamadas.

É fundamental que as consultas médicas remotas – como também são conhecidas as teleconsultas – sejam intermediadas por tecnologias que estejam disponíveis às partes envolvidas. Dessa forma, representam uma opção de suporte para as pessoas acometidas por condições que podem ser resolvidas a distância.

A teleconsulta também é muito útil, por exemplo, para facilitar a comunicação entre especialistas e facilitar a tomada de decisões em casos de doenças raras.

É autorizada pelo Ministério da Saúde e estabelecida seguindo os critérios do Conselho Federal de Medicina respeitando normas específicas para seu funcionamento.

2 – As diferenças entre teleconsulta e consulta presencial

É evidente que uma teleconsulta inviabiliza o contato físico entre o paciente e o profissional da saúde. Contudo, existem maneiras distintas de avaliar o estado geral de paciente quando a consulta é virtual.

Por causa dessa limitação, especialistas em cardiologia, pediatria e ortopedia – que muitas vezes necessitam de informações colhidas pessoalmente – costumam solicitar a participação de uma equipe de apoio junto ao paciente para auxiliar na conclusão do diagnóstico.

No entanto, a depender do estado clínico que os pacientes apresentam, é possível que seja realizada uma consulta de acompanhamento que permita recomendar, quando necessária, a internação hospitalar.

Com o advento da pandemia causada pelo novo coronavírus, a demanda por atendimentos remotos cresceu exponencialmente. Assim, grande parte da classe médica e dos pacientes que conseguem explicar seus problemas por videochamada precisaram se adequar de forma célere a uma nova realidade.

3 – Como é o funcionamento de uma teleconsulta?

É preciso seguir algumas normas básicas para efetuar uma consulta remota:

  • o paciente precisa estar de acordo com essa modalidade de assistência;
  • a manutenção do sigilo de informações fornecidas durante a teleconsulta é obrigatória;
  • o resultado final do atendimento deve ser armazenado nos registros das instituições clínicas envolvidas.

A resolução CFM nº 2227/18 recomenda que os serviços médicos mediados por tecnologias sejam empregados depois de uma primeira consulta presencial, com exceção dos casos excepcionais representados pelos pacientes em plataformas de petróleo ou que habitam comunidades geograficamente isoladas.

Ficou determinado também por essa resolução que o intervalo entre os atendimentos remotos para pacientes com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, não pode ser superior a 120 dias.

As tecnologias atuais também possibilitam que exames realizados em laboratórios distantes possam ser enviados por e-mail ou aplicativos e até mesmo armazenados na nuvem, permitindo melhor comunicação e oferecendo informações necessárias para uma tomada de decisão assertiva.

4 – Os benefícios da teleconsulta

A agilidade no atendimento, a diminuição da superlotação de hospitais e a diminuição dos gastos são algumas das vantagens oferecidas pelo atendimento clínico remoto.

Assim, ferramentas próprias da telemedicina, como o envio de laudos online para os profissionais da saúde, significam constatação rápida de diagnósticos e redução de complicações clínicas quando detectadas em tempo hábil.

Portanto, a teleconsulta é uma atividade estratégica segura, funcional e auspiciosa. Contudo, é fundamental que instituições de ensino, hospitais e clínicas invistam em infraestrutura e treinamentos adequados no intuito de preparar os profissionais da saúde e demais funcionários para os desafios dos tempos modernos.

São serviços como esse que podem garantir um futuro melhor para a saúde de todos nós.

Aqui na Clínica Ayroza Ribeiro, nós também oferecemos a possibilidade de atendimento remoto. Clique aqui e saiba mais.